18 de ago de 2015

Vontades aleatórias
de pintar, de colar
de estar.
Saudade da folia
Ou é mesmo o que não muda.

E acabo por deixar a melancolia colar
Só para sair por ai...
buscando belezas que rompem as torneiras das lágrimas da magia.

Nenhum comentário: