30 de set de 2008

Ausência

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.

Carlos Drummond

27 de set de 2008

Professor: O que não vale a pena?
Ernesto: Ir à escola. (pausa). Não serve para nada. (pausa). Na escola, as crianças são abandonadas. A mãe põe os filhos na escola para que eles aprendam que estão abandonados. Assim ela se livra deles para o resto da vida. Silêncio. (...)


Professor: Então como é que se aprende?
Ernesto: Quando se quer aprender.
Professor: E quando não se quer aprender?
Ernesto: Quando não se quer aprender, não vale a pena aprender. Silêncio.

(Chuva de Verão - Marguerite Duras)

10 de set de 2008

Por uma estética dos prazeres compartilhados

Sei dançar,
E quero um homem manso que saiba certo me olhar.
Num jeito que só olhos pingados da tranqüilidade de Deus podem fitar.

Você é puro.
Meu desejo, um broto.

Na testa, a febre.
No olhar, a prece.

A mão luva de lua larva.
A boca já não fala...

A música é nossa porta.
O céu, a nossa escola.

1 de set de 2008

(Notificação de suspensão de dois dias - 25/08/1993)

E por perder-me é que vão me lembrando,
por desfolhar-me é que não tenho fim.
(Cecília Meireles)
OBS: NÃO DEIXE A ESCOLA ATRAPALHAR A SUA EDUCAÇÃO!