17 de abr de 2008

(Disse Leminsky)

Dia sem senso
acendi o cigarro
no incenso

____________________________________


(Vivenciei e adaptei...)

Dia com centro
acendi a ponta
na chama do incenso
Ao entrar,

respire







Ao sair,

revise

1 de abr de 2008

O desejo



Primeira estrela,
faça o que desejo,
meu São Longuinho,
me devolva o que perdi.
Que seja amável e amante
e recupere, antes do fim, meu complemento.



Não sei muito ainda,
sigo trilhas,vigas,dicas,viagens,vontades.
É um rio rosa de água morna e morena.
É o impulso,
cheio de receios justos de medos,
de ver tocar um serpente verde e longa a minha porta.

É a luta na hora propícia da luta.
É a paz de se saber não devedor.
É essa energia rugosa de uma chapada bruta,
um quase labirinto de mistérios
repleto de gatos,
normalidades elevadas,
mentes anuviadas,vozes calibradas
e outras 'ganícias' enroscadas.

Vem, minha cara fé,
ficar como voz primeira nesse meu mundo escuro,
meio vulto, meio escuso.

Me livre desse refúgio covarde onde me protejo,
quando insana, daquilo que mais quero.
Preciso da sua força redentora.

Pois quero muito um curso liberto
que nos puxa pela mão
e faz o corpo ceder e subir ao céucomo fumaça.

(Chapada Diamantina)