1 de out de 2014


Rolei escada abaixo. Você me estendeu a mão, e eu não peguei.
Você saiu da minha vida, de fininho, e eu já não tinha mais mão para pegar.

E ainda não sei se foi Deus ou o Diabo que me tirou de você, que tirou você do meu caminho.

Seria paixão fervente, seria paixão da terra, seria paixão para sempre? Ou fogo ralo que acabaria rasteira?

Ontem eu era dor, a meia distância de você. Hoje sou saudade, há léguas do seu silêncio.

Tenho paz mais fácil, mas o Diabo faz uma falta danada.

Nenhum comentário: