21 de fev de 2008

Vi um fundo de tela cinza escuro,
e rabiscado em preto um V de gaivotas.

Ouvi lá longe o vapor trazer a água,
pro olhar aqui de dentro se lavar.
E ver...
...o Ipê, que em pé se abriu.

É fevereiro, mês luz de brasa,
que chega feito raio palhaço,
e deixa risadas como rastro.

Um comentário:

rebarkusano disse...

Esse parece uma poesia do cigarro!!!